O projeto "Casa do Blues" após oito anos, abre suas portas para São Jose do Rio Preto e região.

Minha foto
São José do Rio Preto, São Paulo, Brazil
O projeto "Casa do Blues", após 8 anos, transfere suas atividades para São Jose do Rio Preto, trazendo uma opção diferenciada em entretenimento noturno para a cidade e região, acreditando no seguimento blues-rock, oferecemos o melhor do seguimento, videos em altíssima definição, cardápio muito bem elaborado com pratos da culinária nacional e internacional, bebidas de variadas nacionalidades e cerveja artesanal da melhor qualidade, venha conhecer nosso espaço, também com musica ao vivo aos finais de semana, Fone: (17)991491352.

domingo, 9 de julho de 2017

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

CIGAR BOX GUITAR - GUITARRA DE CAIXA DE CHARUTO

Me lembro a primeira vez que vi uma "cigar box guitar", eu nem sabia do que se tratava, pra mim era só uma guitarra quadrada, sendo tocada por Bo Diddley um dos grandes do blues, foi em um show dos Stones, eu acho que a turnê de 1995, eles tocam "Who do you love".
Durante muito tempo convivi com a ideia da guitarra quadrada, perturbando minha mente, porque quadrada ? Qual seria o motivo, seria uma adaptação em busca de uma acústica melhor, timbres, ou apenas estética. Comecei a desvendar estas duvidas ao descobrir que elas não eram quadradas a toa, o motivo é que elas eram na realidade caixas de charuto, adaptadas par se tornarem instrumentos musicais, como forma de baratear o custo e aquisição, de uma forma geral a ideia se espalhou na América do norte, e depois para o mundo, a história remonta ao inicio do século passado ou até antes, com podemos ver nessas fotos obtidas na própria internet.
Pelos tempos atuais não é tão difícil de se deparar com desconhecidos e conhecidos usando cigar box nos mais variados estilos, pois ao redor do mundo todo, hoje elas são confeccionadas artesanalmente por luthiers, com os mais diferentes temas e materiais, a cultura da cigar box guitar, hoje é mundial. Vamos a alguns conhecidos adeptos das caixas.
Então depois de pesquisar e absorver muito sobre o assunto, e escutar os mais variados timbres em musicas dos mais variados estilos, resolvi que quando surgisse a oportunidade adquiriria uma; o tempo passou e um dia desses, um amigo meu veio em casa fazer um show de blues, e queria me mostrar uma guitarra diferente, disse que eu iria pirar com o instrumento por ser diferenciado, quando a case é aberta me deparo com uma caixa de charuto com um braço, com captadores e tudo mais, conversando com ele fico sabendo de um luthier aqui de nossa cidade conhecido nosso que estaria fazendo as obras de arte, com muita curiosidade vou até o atelie do grande mestre e me deparo com outras cigar box guitar prontinhas para os blues. Ate que em um belo de um dia,um amigo me traz uma cigar box, para experimentar a sonoridade dela, resultado agora já tenho duas, as duas com seis cordas, mas com sonoridades diferentes e timbres bem distintos, devido as caixas de diferentes tamanhos, os braços de modelos diferentes e captadores igualmente distintos. Abaixo apresento a minhas quadradas.
Se liguem no timbre dela através do link: https://www.facebook.com/video.php?v=872892389490754&set=vb.100003100039043&type=2&theater

quarta-feira, 20 de maio de 2015

O BLUES E ROCK AND ROLL NÃO PODEM PARAR.

Venho agradecer a todos, que nestes quase seis anos vem nos prestigiando, com a presença e carinho, muito obrigado aos amigos da Casa Do Blues, por nos ajudar a tornar este sonho possível. Segue abaixo nossa agenda cultural musical. Agenda de show Casa Do Blues Catanduva
21 de Maio 21:00 quinta feira acústico Deh Mendonça 22 de maio 22:00 Kaio Páttero Leandro Duo Riva 23 de Maio 22:00 The Trip Rock
28 de Maio 21:00 quinta feira acústico Jeff Stars e Eduardo Ramos 29 de Maio 22:00 Blues Custom 30 de Maio 22:00 Hard Smile
3 de Junho 21:00 véspera de feriado Juninho Silva 4 de Junho 22:00 feriado Deh Mendonça 5 de Junho 22:00 Centro da Terra 6 de Junho 22:00 El Mojito Jam Band 8 de Junho Kaio Páttero 19 de Junho 22:00 Juninho Silva 20 de Junho 22:00 Moonkeys 25 de Junho 21:00 Banda Hellraiser Julio Candido Eder Karlos Cardoso de Paula e Gustavo Saconato 26 de Junho 22:00 Rico Pereira Groove Street 27 de Junho 22:00 Banda Hurricane 2 de Julho 21:00 Ivan Outeiro 3 de Julho 22:00 Projeto Rock N' Dois Rafael Sakura e Samuel Oliveira 4 de Julho 22:00 Vivi Sanches e Marcelo Beduti Forte 10 de Julho 22:00 Kaio Pattero https://www.facebook.com/casa.catanduva?ref=hl

quinta-feira, 24 de julho de 2014

PROJETO "UNLPLUGGUED" CASA DO BLUES

A Casa Do Blues Catanduva começou neste ultimo dia 19 de julho de 2014 o projeto unplugged, espaço aberto para que os músicos de Catanduva e região, possam estar vindo mostrar seu trabalho dentro deste seguimento blues e rock and roll, estaremos realizando aos finais de semana após as 22:00 hs (sexta,sábado). O inicio das atividades se deu com a apresentação impecável de nossos amigos de Novo Horizonte João Victor Sardella e Flavio Oliveira, apresentando clássicos do rock and roll e blues, a galera compareceu em grande quantidade, casa lotada e todo mundo satisfeito, muito obrigado a todos.
Músicos interessados em agendar horários, favor entrar em contato com Lucimar ou Eder, fones: 17- 991491352 ou 17991623938.

sexta-feira, 23 de março de 2012

MARSHALL AMPLIFICADORES, 50 ANOS DE SUCESSO.

A Marshall Amplification começou em 1962 em Londres, Inglaterra. Foi lá que Jim Marshall montou sua loja de instrumentos musicais, começando pelas baterias, por ser sua paixão. Como todos sabem lojas de música não são apenas um lugar aonde músicos entram e compram equipamentos, mas também são lugares onde os músicos vão para conversar e passar algumas horas do dia. Neste contexto, a loja Marshall não era diferente de qualquer loja de música. Os bateristas iam à loja, e junto seus guitarristas. Os guitarristas falavam sobre o que eles queriam em matéria de guitarras, e as qualidades que eles estavam procurando em um amplificador de guitarra, qualidades apresso-me a acrescentar que eles não poderiam encontrar em outro lugar naquela época. Foi a partir dessas conversas que Jim Marshall começou seu legendário negócio de fabricação de amplificadores, e escreveu seu nome na história do blues e do rock and roll .
Eis que em 1962 é lançado o cabeçote JTM45, que vira sucesso absoluto em muito pouco tempo. Para completar o pacote, Jim projeta e constrói uma caixa acústica para ser ligada ao cabeçote. O JTM45 foi um marco para o rockn´roll, que nesta época ainda estava engatinhando, pois produzia um som limpo e cristalino, mas que rosnava alto e selvagemmente quando o seu volume era posto no talo.
Pete Townshend do lendário The Who foi um dos pioneiros a utilizar o JTM45. Quando Pete Townshend e John Entwistle do The Who pediram pra Jim Marshall criar para eles amplificadores mais potentes, pra que eles conseguissem ouvir melhor seus instrumentos, que eram normalmente engolidos pelas pancadas de Keith Moon. “Eles também queriam que tivesse o dobro do tamanho.”, Jim Marshall bateu cabeça e criou talvez um dos maiores ícones do rock, o Marshall Stack, que consistia em 2 caixas com 4 falantes de 12'' que ficavam empilhadas , ainda hoje os stacks da Marshall são cobiçados pela grande maioria dos guitarristas do mundo todo. No final da década de 60/ inicio da década de 70, era muito fácil ver nos palcos de grandes shows e acompanhando a maioria dos músicos daquela época os cabeçotes e stacks Marshall, que atendia com muita flexibilidade músicos de pegada e estilos próprios e bem diferentes. Vale lembrar que foi nessa época que surgiram os maiores nomes do rockn´roll e momento em que o heavy metal estava já na fase de embrião. Nesta ocasião, a Marshall oferecia além do JTM45 o cabeçote Marshall 1959 Super Lead “Plexi” (lançado em 1966), que fazia a cabeça de músicos como Jimi Hendrix. No final dos anos 90 a Marshall lança a linha Valvestate, que com modelos mais acessíveis, combinando válvula com transistores, atingem nichos de mercado que até então não tinham acesso aos produtos da empresa. Neste mesmo período também é lançada a linha de pré amplificadores de rack, que trazem junto a potência e o timbre peculiar dos Marshall´s. Bom ainda não possuo um Marshall, mas logo em breve terei o meu valvulado, ai então acho que terei mais problemas com os vizinhos, mas tudo tem um preço.
No dia 22 de setembro de 2012, vai acontecer na Arena de Wembley, no norte de Londres, na Inglaterra, um super concerto para comemorar o 50º aniversário dos lendários amplificadores Marshall. Há meio século, os fantásticos equipamentos sonoros tem acompanhando os melhores músicos do mundo. Os grandes nomes confirmados para o concerto são:Billy Duffy, Brian Tichy, Corey Taylor, Doug Aldrich, Joe Satriani, Nicko McBrain, Paul Gilbert, Yngwie Malmsteen, Zakk Wylde, e ainda tem mais.
Acabo de saber sobre o falecimento de Jim Marshall, também conhecido como "The Father of Loud e The Lord of Loud", fica nossa homenagem a esse celebre empreendedor, que como já mencionei na postagem acima, escreveu seu nome na história da música contemporânea, James Charles "Jim" Marshall nasceu em Acton, West London aos 29 de julho de 1923 e veio a falecer em Milton Keynes, em 5 de abril de 2012, morre o homem nasce o mito.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

ETTA JAMES, A DIVA DESCANSA.

Etta James nasceu na Califórnia, filha de Dorothy Hawkins, uma afro-americana mãe solteira de 16 anos. Filha de pai branco, Etta procurou saber quem era seu genitor, desconhecido até então, sua mãe diz ser Minnesota Fats e do qual ela recebia pensão na condição de manter segredo sobre sua paternidade. Ela teve o seu primeiro contacto com a música aos 5 anos de idade, tendo aulas com James Earle Hines, diretor musical da escola Echoes of Eden da Igreja Batista de St. Paul, em Los Angeles. Sua família mudou-se para São Francisco, Califórnia, em 1950, e em 1952 Etta e mais duas amigas formaram o trio (As Creolettes), o qual viria a chamar a atenção de Johnny Otis. Otis inverteu as sílabas do seu nome para lhe dar uma melhor sonoridade assim surgindo o seu nome artístico. A partir daí Otis investiu na garota começando a gravar os seus primeiros temas. Sua primeira gravação, e seu primeiro êxito R&B, foi de sua própria autoria, "The Wallflower (Dance with Me, Henry)", uma música-resposta para a músia de Hank Ballard, "Work with Me, Annie". Em 1954, Etta gravou juntamente com a banda de Otis e com Richard Berry, o qual cantava a segunda voz. Etta James teve um sério problema de drogas e romances mal sucedidos, que interferiram em sua carreira. Posteriormente ela tem problemas com a obesidade (chegando a ter quase 200 kg), que levaram-na a fazer uma cirurgia gástrica em 2003, fazendo-a perder quase 100kgs.
Em 2003 Etta James recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Etta fez tours pela América junto com seus dois filhos, Donto e Sametto. Em 2011, cantou com Flo Rida, na musica Good Feeling, com uma participação não-creditada. Cinco dias antes de seu aniversário de 74 anos, ela finalmente sucumbiu à leucemia e outras doenças no Riverside Community Hospital, na cidade de Riverside, na Califórnia.
E na noite de 28 de Janeiro de 2012 nosso grande amigo Luis Carlos Menegon, diretamente dos estúdios da Radio Rockfly pilotando a nave sonora chamada ROCK N ROLL GOLDMINE, homenageia nossa saudosa diva, com um programa todo especial, repleto de informações sobre sua vida e carreira, bem como sucessos solos e em parcerias memoráveis, um verdadeiro deleite para nós fãs de Etta, e amantes do blues , e nós aqui da Casa do Blues agradecemos por essa curtição sem igual a todo pessoal da Radio Rockfly, e deixamos nosso convite a todo pessoal desta radio sem precedentes, que já é nossa radio oficial, que venham curtir com agente, uma vigem através da história do blues e rock and roll, contamos com vocês.

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Lou Reed & Metallica, Cologne, Germany 11,11, 2011

Bom vamos começar pelo quesito originalidade, não tem preço, e o mais novo trabalho de Lou Reed e Metallica, é antes de mais nada ORIGINAL, e particularmente eu adorei, não ouvi ainda o álbum de estúdio, mas segunda feira passada recebi de presente de um amigo, a apresentação em Cologne Alemanha, apresentação promocional do álbum, e sem duvida ficou muito bom, diferente de tudo que se tem feito ultimamente dentro do seguimento, eu sou suspeito para falar pois curto muito Velvet Underground, e também o trabalho do Metalica, me lembro quando presenciei esta parceria pela primeira vez, foi na The 25th Anniversary Rock & Roll Hall Of Fame Concerts (2009), o Metalica no palco convida Lou Reed para juntos cantarem Sweet Jane, foi emocionante, e algo me dizia que aquilo não ia parar por ali, para nós fãs um deleite, e fica então o convite para todos os que curtem o bom e velho rock and roll, curtam com agente mais esta obra prima do rock and roll, poesia e peso, de mãos dadas.